Ansiedade !!!!!!!

5 Formas Que a Ansiedade Pode Causar Indelicadeza e Problemas Sociais

ALICE BOYES PH.D.

O que os familiares, amigos e colegas precisam saber.

As pessoas ansiosas frequentemente se preocupam em ser vistas de maneira positiva por outras pessoas. No entanto, um Ardil-22 é que a ansiedade, às vezes, pode levar a comportamentos que causam uma má impressão. O objetivo deste artigo é ajudar os familiares, amigos, colegas de trabalho e a própria pessoa ansiosa a entender melhor esses comportamentos. Também irei sugerir algumas soluções que pessoas ansiosas podem usar para minimizar esses problemas.

1. Ficar pensando sobre o que a sociedade pensa de você pode resultar em perda de oportunidades para novas conexões.

Algumas noites atrás, meu vizinho estava colocando suas decorações de Natal, e elas pareciam incríveis.  Eu queria ligar e dizer isso, mas algo me impediu. Me peguei pensando: "Eles provavelmente pensam que somos preguiçosos ou mesquinhos por não decorar quando todo mundo está fazendo."

Na realidade, com esse pensamento, eu não tinha nenhuma evidência de que meu vizinho estava pensando realmente isso, e somente cerca de metade da nossa rua coloca as decorações todo ano, não é todo mundo. E mesmo que ele pensasse dessa forma, eu ainda deveria ter ligado e elogiado a linda decoração. No momento, minha ansiedade atrapalhou a oportunidade de reforçar um vínculo social positivo com nosso vizinho.

Solução: No dia seguinte, depois que tive a chance de reformular meus pensamentos, elogiei a decoração. Como neste cenário, muitas vezes é possível voltar atrás e recuperar-se de oportunidades perdidas de fortalecer ou criar novos vínculos sociais, depois de enfrentar seus pensamentos ansiosos.

2. Perfeccionismo que leva a procrastinação e evitação pode fazer você parecer menos confiável.

Imagine o seguinte cenário: Você recebe um e-mail relacionado a trabalho de alguém que deseja impressionar. Você não tem certeza de como responder e quer que seja "perfeito", então não responde de imediato. No dia seguinte, você ainda está se sentindo ansioso sobre a melhor forma de responder, então adia novamente. À medida que os dias passam, mais difícil fica e mais envergonhado você se sente por não ter respondido antes. Agora está preocupado que a outra pessoa esteja pensando que você é desorganizado, desinteressado ou pouco profissional, o que pode ser verdade (ou não).

Solução: Concentre-se em seus valores como autor de seu comportamento. Isso às vezes torna mais fácil decidir prontamente como responder em situações interpessoais nas quais você se sente pressionado pelo perfeccionismo.

De modo geral, escolha de 1 a 3 valores fundamentais e deixe seu comportamento ser guiado por eles. Por exemplo, seus valores fundamentais podem ser autenticidade, diligência e criatividade. Como esses valores ajudam você a decidir como responder ao e-mail? Isso pode ajudar a desviar o foco sobre o que os outros estão pensando de você. Quando você age de acordo com seus próprios valores, é mais fácil deixar as coisas seguirem o seu curso natural. Ninguém pode controlar completamente as reações dos outros, mas sejam quais forem essas reações, você se sentirá melhor e mais em paz consigo mesmo se agir de acordo com seus próprios valores.

3. Sentir-se ansioso pode, por vezes, torná-lo insensível às necessidades emocionais dos outros.

A ansiedade é uma poderosa emoção. A base evolutiva disso é que ela se desenvolveu de modo a atrair nossa atenção e é difícil fugir dela. Uma maneira de isso acontecer é que, quando você é consumido pela ansiedade e pelos pensamentos ruminativos, pode parecer que lidar com seu próprio estresse é tudo o que você consegue suportar. Isso às vezes pode levar a desequilíbrios nos relacionamentos. Por exemplo, quando seu cônjuge ou parceiro chega em casa do trabalho, você pode precisar desesperadamente conversar sobre algo que está deixando você ansioso, mas isso pode acontecer no momento que seu companheiro precisa de atenção para falar sobre o seu dia ou qualquer outra coisa que esteja passando em sua mente.

Suas necessidades emocionais podem parecer mais intensas do que as dele, portanto, mais prioritárias, mas isso se torna um problema quando passa a ser rotineiro. Se a sua mente, com seus pensamentos ruminativos, estiver muito focada em um tópico fora do assunto da conversa, você pode não estar se concentrando quando os outros estão falando.

Solução: Se você tem uma relação de confiança com seu parceiro, experimente deixá-lo chamar sua atenção quando você não estiver prestando muita atenção nos seus pensamentos, prioridades e emoções à medida que for necessário. Em vez de ver o egocentrismo (autoabsorção) como uma falha de personalidade, trate-o mais como um sintoma de ansiedade e com menos julgamento.

4. Confiar demais em apenas algumas pessoas pode causar estresse nesses relacionamentos.

As pessoas ansiosas às vezes têm apenas um pequeno grupo de pessoas em quem confiam. Se é difícil para você desenvolver confiança ou se aproximar de pessoas com as quais você não se relacionou antes, isso é compreensível.

No entanto, isso às vezes pode resultar em confiar demais em apenas uma ou algumas pessoas de uma maneira que prejudique esses relacionamentos. Às vezes, as pessoas ansiosas dependem fortemente de seus parceiros, pais ou irmãos para pedir ajuda sobre alguma coisa.

De modo geral, é comum que as pessoas ansiosas evitem pedir ajuda, mas têm algumas pessoas que podem contar para ajudar na tomada de decisões, tranquilizar-se ou buscar orientação em uma área específica em que se sentem inseguras (por exemplo, com a tecnologia). 

No trabalho, uma pessoa pode ter apenas alguns relacionamentos funcionais com alguns colegas de confiança e de modo ansioso evitar outros colegas de trabalho. Isso pode limitar as oportunidades e prejudicar os relacionamentos, por exemplo, se você está sempre pedindo ajuda às mesmas pessoas e, ao mesmo tempo, evitando receber opinião de um círculo maior de pessoas. 

Solução: A principal solução para esse comportamento é reconhecê-lo e, à medida do possível, desenvolver relações de trabalho colaborativas com todos os seus colegas de trabalho. Se você acha que uma determinada pessoa provavelmente não será amigável com você, verifique se você tem alguma evidência para isso ou se seu pensamento é uma questão de medo.

5. Sentir-se ansioso pode, às vezes, deixar você exigente ou evasivo.

A ansiedade pode levar as pessoas a compensar-se demais por serem excessivas. Por exemplo, você se preocupa em atrasar-se para um voo e exige que sua família vá ao aeroporto muito mais cedo, ou algo é tão estressante que você gostaria de resolver já, mesmo que as outras pessoas envolvidas queiram lidar com isso mais tarde ou esperar para ver o que pode acontecer.

Por outro lado, pessoas ansiosas às vezes podem estar menos dispostas a perguntar diretamente o que querem.  Elas podem temer que, ao receber um não, prejudique seu relacionamento com a pessoa que pediram ajuda. Em vez disso, elas podem dar indícios ou fazer rodeios e isso pode se tornar algo frustrante para todos.

Solução: Permita que outras pessoas estabeleçam limites razoáveis quando você estiver agindo de forma realmente excessiva e, novamente, não personalize esse comportamento, mas reconheça quando sua urgência está sendo impulsionada pela ansiedade. Aproveite as oportunidades para praticar perguntando diretamente o que você quer quando o momento for apropriado.

Conclusão

A ansiedade pode manifestar-se de diferentes maneiras. Qualquer pessoa ansiosa pode demonstrar todos esses comportamentos em diferentes graus ou nenhum deles.  Para os familiares, amigos e colegas de trabalho, reconheçam que esses comportamentos impulsionados pela ansiedade podem ser extremamente difíceis de lidar para a pessoa ansiosa, especialmente se essa pessoa estiver no meio de um problema de ansiedade clínica que precise de tratamento.